terça-feira, 25 de julho de 2017

PLACAR DA RODADA DO CAMPEONATO MASTER (QUARENTÃO) - MAIOBÃO

Por: Mendes Junior
O Patriota!

No campeonato Master promovido pelo Departamento Autônomo de Desporto do Maiobão (DADM) tivemos dois jogos abrindo a 4ª Rodada da competição.

No último sábado 22.07 pelo Máster (Quarentão) tivemos os seguintes jogos:
·         Às 14:00hrs. no Campo da Av. 04 jogaram  Habitar/América  X  Amigos da Bola
Habitar/América  6 X  2 Amigos da Bola
Destaque
O destaque dessa partida ficou por conta do camisa 10  Zé Filho - do Habitar/América, que marcou 4 dos 6 gols na maior goleada do campeonato até então.
·         ÀS 16:00hrs. também no campo da Av. 04 jogaram   Corinthians   X    Tigrão
Corinthians   2 X 1   Tigrão
No Master, o  líder é o HABITAR/AMÉRICA com 10 pontos em 4 jogos: 3 vitórias e 1 empate. Na vice-liderança o Rio Verde com 9 pontos em 3 jogos: 3 vitórias. Na terceira colocação o Corinthians com 9 pontos em 4 jogos e 1 derrota.
 O Amigos da Bola  é o lanterna da competição, em 4 jogos acumula 4 derrotas, tem a pior defesa do campeonato com 15 sofridos e o pior ataque com apenas 4 gols marcados.

Confira a tabela classificação:

1º Habitar/América :     PONTOS              JGS             V            E             D             GP          GC          SD
                                               10                           4             3             1             0             15           6             + 9

2º Rio Verde:                    PONTOS              JGS            V            E             D             GP        GC          SD
                                               9                             3             3             0             0             8             2             + 6

3º  Corinthians:                PONTOS              JGS           V            E             D             GP          GC          SD
                                               9                             4             3             0             1             8             5             + 3

4º Gama:                            PONTOS              JGS          V            E             D             GP          GC          SD
                                               6                             3             2             0             1             8             7             + 1

5º Hollywood:                    PONTOS              JGS          V            E             D             GP          GC          SD
                                               4                             3             1             1             1             6             3             +3

6º Tigrão:                           PONTOS              JGS          V            E             D             GP          GC          SD
                                               3                             4             1             0             3             8             11           -3

7º  V.Julho:                        PONTOS             JGS            V            E             D             GP          GC          SD
                                               0                             3             0             0             3             6             12           - 6

8º A. Bola:                          PONTOS              JGS           V            E             D             GP          GC          SD

                                               0                             4             0             0             4             4             15           - 11        

Justiça Federal em Brasília suspende aumento de impostos sobre combustíveis

Agência Brasil (compartilhamento)


A Justiça Federal no Distrito Federal suspendeu o reajuste das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, anunciado pelo governo na última quinta-feira (20).
O juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, entendeu que o reajuste é inconstitucional, por ter sido feito por decreto, e não por projeto de lei. Para Borelli, o contribuinte “não pode ser surpreendido pela cobrança não instituída e/ou majorada por lei”, sob pena de ser lesado em seus direitos fundamentais.
"É óbvio que o Estado precisa de receitas para desenvolver as atividades relacionadas o bem comum da coletividade. Porém, para desempenhar tal atividade, o Estado deve respeitar e ficar atento aos preceitos relacionados aos direitos fundamentais inseridos no texto constitucional", escreveu o juiz.
Na decisão datada desta terça-feira (25) e motivada por uma ação popular, Borelli diz que, conforme a Constituição, ainda que aprovado em lei, o aumento nos encargos só poderia passar a vigorar após 90 dias, e não de imediato, como determinado pelo decreto publicado pelo governo federal.
No decreto, o governo retirou reduções que haviam sido implementadas sobre as alíquotas de PIS/Confins anteriores, resultando, na prática, em um aumento de impostos, o que, segundo o juiz federal, seria ilegal.
A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.
A Advocacia-Geral da União informou que, tão logo seja notificada, vai recorrer da decisão.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Brasil já tem seis ouros no Mundial de Atletismo Paralímpico

Agência Brasil (compartilhamento)
O Brasil já conquistou seis medalhas de ouro, seis de prata e cinco de bronze, num total de 17, no Campeonato Mundial de Atletismo Paralímpico, que está sendo disputado em Londres. Nesta sexta-feira, Mateus Evangelista obteve prata no salto em distância para atletas da classe T37 (paralisados cerebrais), a terceira obtida por ele, depois do ouro nos 100 metros (m) e prata nos 200 m.
Com as 17 conquistadas até o momento, o Brasil está em sétimo lugar no quadro geral de medalhas. A China lidera com 54 (22/16/16), seguida por Estados Unidos, com 42 (15/15/12) e Reino Unido, com 30 (14/3/13). O mundial termina neste domingo (23).
O rondoniense Mateus conquistou a medalha de prata com ao saltar 6,10 m, em sua quarta tentativa. O ouro ficou com o chinês Guangxu Shang, que também derrotou Mateus no salto em distância nos Jogos do Rio 2016, com 6,58 m, recorde da competição. O bronze em Londres foi para o ucraniano Vladyslav Zahrebelnyi, com 5,95m. 
Outro brasileiro que subiu ao pódio foi o acreano Edson Pinheiro, medalha de bronze nos 100 m da T38, também para paralisados cerebrais, com o tempo de 11s30, atrás do australiano Evan O’'Hanlon, vencedor da prova, com 11s07 – mesmo tempo do chinês Jianwen Wu, atual campeão paralímpico, que ficou com o segundo lugar. Edson repetiu o resultado dos Jogos do Rio 2016, quando também foi superado por O’'Hanlon e Wu.
Petrúcio Ferreira (22s17) e Yohansson Nascimento (22s43) estão classificados para a final dos 200 m T47 (amputados de braço), com o primeiro e o terceiro melhores tempos, respectivamente. A final será disputada neste sábado (22) às 15h40 (de Brasília). Os dois atletas brasileiros já conquistaram medalhas de ouro e prata em Londres, respectivamente, nos 100 m da mesma classe.
Em Londres, cerca de 1.300 atletas de 100 países disputam as 213 medalhas da oitava edição do Mundial de Atletismo Paralímpico, todas no Estádio Olímpico. Em 2015, em Doha, no Catar, o Brasil ficou com a sétima colocação no quadro geral de medalhas do evento: oito medalhas de ouro, 14 de prata e mais 13 de bronze.
*Com informações da Assessoria de Imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Por decisão de Moro, Banco Central bloqueia mais de R$ 600 mil de Lula

Agência Brasil (compartilhamento)

O Banco Central bloqueou hoje (19) R$ 606,7 mil das contas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A ordem foi expedida pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, no dia 14 de julho, mas estava sob sigilo até que o bloqueio fosse realizado.
A decisão foi tomada para fins de reparação de danos à Petrobras no processo em que o petista foi condenado a 9 anos e meio em primeira instância, no âmbito da Operação Lava Jato. O juiz também determinou o confisco de imóveis e veículos do ex-presidente.
"Em síntese, reconhecido que contrato celebrado entre o Consórcio Conest/Rnest gerou cerca de R$ 16 milhões em vantagem indevida a agentes do Partido dos Trabalhadores (PT), deles sendo destinados especificamente cerca de R$ 2.252.472,00 ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na forma da atribuição a ele de apartamento no Guarujá, sem o pagamento do preço correspondente, e da realização de reformas no apartamento às expensas da OAS", escreveu Moro na decisão.
Com o sequestro do tríplex no Guarujá tendo sido decretado já na sentença publicada na semana passada, Moro decidiu que as contas e bens de Lula devem ser confiscados até que se atinja o valor de R$ 16 milhões que, segundo a denúncia, foram depositados na forma de propina na conta-corrente compartilhada entre o PT e a OAS Empreendimentos.
"Afinal, não foi possível rastrear o restante da propina paga em decorrência do acerto de corrupção na Petrobras, sendo possível que tenha sido utilizada para financiar ilicitamente campanhas eleitorais e em decorrência sido consumida", justificou o juiz.
Dentre os bens que tiveram sequestro decretado estão 50% da posse sobre três apartamentos em São Bernardo do Campo e 35,92% de um quarto apartamento na mesma cidade, referentes às partes sobre a qual Lula tem posse. Além dos imóveis, Moro determinou o confisco de dois veículos: um GM Omega CD ano 2010 e um Ford Ranger LTD ano 2012/2013.
Sérgio Moro decretou que o Banco Central bloqueasse as contas e ativos de Lula até o limite de R$ 10 milhões. Segundo ele, a medida se faz necessária porque apenas o sequestro de bens não cobre o valor dos danos causados pela atividade criminosa.
"No mesmo ofício ao Banco Central deverá constar ainda que as instituições financeiras deverão apenas efetuar o bloqueio, sem a transferência do valor para a conta judicial até ulterior determinação do juízo, a fim de se evitar eventuais perdas em razão do resgate antecipado", diz o despacho.
O juiz também determinou que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) fosse oficiada para tornar indisponíveis quaisquer ações e bens titularizados pelo ex-presidente.


sábado, 15 de julho de 2017

Todos os corruptos serão julgados

“Visto que odeias a correção, e lanças as minhas palavras para detrás de ti. Quando vês o ladrão, consentes com ele, e tens a tua parte com adúlteros” (Salmos 50.17,18).

Gospel Prime (compartilhamento)



Fico impressionado com o livro dos Salmos. Recentemente, terminei a leitura de um ensaio clássico de um dos gigantes intelectuais do século 20 – C. S. Lewis – onde logo no início da obra uma abordagem profunda acerca do juízo de Deus foi feita com o intuito de nos mostrar que a visão do salmista era, muitas vezes, bastante positiva acerca do caráter justíssimo do Criador, de modo que em seu coração não se havia medo e sim esperança por saber que os praticantes da maldade não poderiam escapar (mais cedo ou mais tarde) das mãos terríveis do Deus Altíssimo.
O texto supracitado aponta para uma acusação proferida pelo próprio Deus, registrada em forma de poesia pelo salmista. Havia um entendimento curioso de que Deus não estava fazendo vista grossa da maldade praticada pelos homens, e que, no momento certo, proclamaria a verdade do seu fim (v. 3). Ao ler este Salmo hoje, pude compreender um pouco deste dia que é histórico para alguns, e fatídico para ouros.
O ex-presidente Lula é uma figura marcante na história do Brasil. Alguém tem dúvidas disso? Mas figuras marcantes ou importantes não estão acima da própria história da nação, nem mesmo dos seus fundamentos legislativos e jurídicos. Mais: figuras como o Lula não estão acima da Justiça que excede o céu visível. O que temos aqui na grande notícia mundial do dia de hoje é muito mais do que uma sentença publicada por um juiz federal; é a demonstração pública de que todos os corruptos serão julgados, seja na terra, seja no céu. Há um juízo para você que consente com o roubo e que tem parte com a imoralidade!

Sabemos que os seus defensores se levantarão vorazmente para relativizar uma sentença judicial e/ou criminalizar o trabalho de um legítimo representante da lei, mas o momento é de considerar não os apelos frenéticos dos que pertencem ao time da indignação seletiva e sim a realidade das causas que originaram toda esta celeuma cibernética, midiática e sociológica.
O nosso alerta neste artigo não é para você que acha que foi injusta a sentença do Juiz Sérgio Moro nem mesmo para você que achou legítimo e justo. O nosso alerta vai para todo o indivíduo que procurar dar seguimento ao curso de sua vida achando que não há um Juiz Supremo nos Céus. Você que continua postergando o perdão e a misericórdia, que compra e não paga, que fura fila e/ou assina “gato net”… a você eu digo: não pense como o ex-presidente, que idealizou uma pressão política e reação jurídica para se manter longe das “garras do poder judiciário da república de Curitiba”. Não ache que as suas obras não serão pesadas por ninguém, e que o seu modo de viver (a despeito de estar fora da realidade proposta pelo evangelho de Cristo) não será confrontado um dia.
Tal alerta vale para todos, principalmente para quem vos escreve.
Este dia se tornou como uma flecha no coração do Lula, pois a condenação o iguala a Sérgio Cabral, Eduardo Cunha e outros ladrões confessos que foram condenados pelo mesmo juiz no projeto de esperança nacional chamado de “Lava-Jato”. Porém, pensemos nós na nossa posição diante do Juiz Maior e consideremos que o nosso final pode ser ainda pior.
Não fuja da sua responsabilidade de lutar contra o corrupto que habita o teu coração e não se iluda achando que não pode ser pego como o Lula foi. Basta ter um pingo de autonomia sobre si ou um pouquinho de poder e glória humana para que o processo da queda se inicie.
Pessoas estão perdendo grandes oportunidades de viverem em paz, mas não conseguirão enquanto não se arrependerem da maneira ímpia de viver.
Finalizo com as sábias palavras de C.S Lewis, no seu livro “Lendo os Salmos”, na pág. 35 (Editora Ultimato):
Parece haver, no universo moral, uma regra geral que pode ser formulada da seguinte maneira: “Quanto mais alto se é, mais risco se corre”.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

DUTRA COMEÇA A MOSTRAR A QUE VEIO - ASSIM COMO SEU ANTECESSOR COMEÇA A OPRIMIR CIDADÃOS E PAIS DE FAMÍLIAS DESEMPREGADOS EM PAÇO DO LUMIAR.

Quem esperava que o prefeito Domingos Dutra viesse fazer algo diferente do gestor anterior, Josemar Sobreiro – já começa a se decepcionar com a atual administração e suas ações para arrecadar mais tributos e impostos em face de uma população e cidadãos sem emprego.
FACES DIFERENTES, MAS A MESMA POSTURA OPRESSORA?
Por: Mendes Junior 
O Patriota!                                                                                                   editar

Assim como o prefeito anterior em uma das suas primeiras ações de governo, não em prol, mas contra e em desfavor da população, principalmente de pais de famílias desempregados ou sem empregos na grande Paço do Lumiar ao abordar a cidadãos que tinham uma pequena venda, um pequeno negócio - ou alugado ou no próprio imóvel, para assim, se manterem familiar de alguma forma, e também  ajudar no orçamento.
Veja abaixo um trecho da matéria divulgada na época da gestão do ex-prefeito Josemar Sobreiro pelo blog do Patriota :

O prefeito, então recrutou um exército de agentes para cobrar impostos da população, para levantar os recursos necessários para retomar os trabalhos em Paço do Lumiar. O exército de agentes de impostos da prefeitura está invadindo as bodegas, os pontinhos, as cobertas dos que não tem emprego fixo, os quais não são assistidos pelo município, pois não têm oferta de emprego para se sustentarem, nem às suas famílias, sem um serviço de saúde de qualidade, sem segurança, o transporte caótico, vias intrafegáveis, sem saneamento básico, esgotos estourados, buracos por toda parte, sem projetos que beneficiem o povo em áreas essências do direito, enquanto cidadãos. À todo momento, vemos os agentes e fiscais subindo e descendo ruas e avenidas, pra lá e pra cá, a procura de uma budegazinha para intimarem a pagar a taxa do tal alvará de funcionamento, para surtir o cofre da prefeitura arrombado pela antiga prefeita e seus comparsas, de quem, o atual prefeito deveria está acionando judicialmente para que devolvessem, e não, esse escracho o qual está fazendo com seus eleitores.  - A retribuição a este povo que o elegeu prefeito, é que sejam sugados mais uma vez, e paguem as contas, os “rombos”? Um povo que vem sendo massacrado a cada nova administração, pois pagam seus impostos e os administradores que assumem, não revertem os impostos em beneficio desse povo, os quais fazem parte de uma classe de cidadãos e pequenos empreendedores, que conseguem juntar uma “ ferpela” de real, e assim, comprarem algumas poucas mercadorias para montarem o seu micro negócio, seu sustento.
-A consideração!
São estes cidadãos em sua grande maioria, seus eleitores, os quais estão sendo abordados pelo seu exército de agentes cobradores de impostos - que pressionam um cidadão quase sem posse – de que serão multados, e que tem que pagar o alvará de funcionamento e sendo exigido que adquiram mais equipamentos, para constar no relatório dos seus fiscais – Pergunto: Como isso é possível? Com qual condição? Com que recursos vão adquirir equipamentos, por exigência dos seus fiscais? Essa é forma de trabalho que nova administração vai implantar no município e na população?  Ler mais: http://mendesjunioropatriota.blogspot.com.br/2014/11/a-mudanca-na-administracao-politica-em.html

-Naquela oportunidade denunciei as ações do então prefeito Josemar Sobreiro, que resolvera colocar um exercito de fiscais e cobradores de impostos para intimar, coagir cidadãos desempregados a pagar mais impostos (um tal de Alvará de funcionamento) exigindo que essas pessoas retirem uma seríe de documentações para gerar arrecadações para os órgãos do governo; - cidadãos que a muito custo buscavam e buscam uma forma de viver honestamente por meio de uma ocupação própria. Essa foi uma das primeiras medidas impopular de Josemar Sobreiro; uma medida contrária e em desfavor da população, de cidadãos sem renda fixa, sem emprego.

-Agora o atual prefeito de quem esperávamos uma postura diferente; -  faz o mesmo; - cobrar mais tributos e mais impostos de cidadãos sem perspectivas de emprego diante de uma das piores crises nas relações de trabalho e emprego que o nosso país atravessa. – Isso é um absurdo, um projeto de perseguição a esses trabalhadores autônomos. – Invés de o prefeito Dutra trazer esperança para o povo, gerar oferta de emprego, oferecer uma linhas de crédito para que essas pessoas invistam no pequeno negócio que com muita luta tentam manter diante de uma situação tão escassa em que vivemos.

O mesmo se repete na atual gestão
O que há de diferente em Dutra em relação à Josemar? - Quando dele se espera que traga empresas para gerar empregos a milhares de luminenses desempregados; - e ele faz o contrário – acentua a opressão sobre esses cidadãos, assim como, ao seu antecessor – põe em funcionamento a maquina de arrecadação do município, que em seu histórico, assim como, os seus administradores não reverte essas arrecadações de tributos e verbas federais, fundo de participação, verbas estaduais e outras em prol da população.

O cenário em Paço do Lumiar e a situação da sua população é caótica devido as suas ultimas gestões. Os serviços e direitos essenciais da população totalmente precarizados na saúde, na educação, segurança, desemprego, saneamento, asfaltamento de ruas e avenidas e outras questões. Mas, da mesma forma que mandei o recado para o ex-prefeito Josemar, assim o faço, para o atual Domingos Dutra. Ainda tem tempo de fazer algo pelo, que realmente melhore a vida da população luminense, e não dificultar a ainda mais.

O povo de Paço do Lumiar, prefeito Domingos Dutra não quer, nem aguenta pagar mais impostos, ser sugado pelas administrações que se sucedem e repetem as mesmas explorações em cima do povo; e principalmente cidadãos que estão sem emprego, sem perspectivas diante das perdas de direitos trabalhistas que lhes asseguravam alguma proteção.

Diante da sua ação de governo e diante a uma situação que se acentua em face da grande crise que vive o país e que afeta diretamente a população, as famílias brasileiras, a saber, o desemprego. – Sinceramente prefeito Dutra, se o senhor veio para oprimir, o povo de Paço do Lumiar, os pais de famílias desempregados que esperavam de Vossa senhoria, uma boa noticia de geração de emprego e renda; - afirmo ao senhor, que nós não precisamos do senhor e muito menos o elegemos para isso, nos oprimir - não queremos que sejas mais um opressor, de uma população tão desrespeita e sofrida como a de Paço do Lumiar.  - Se o seu projeto é arrecadar em cima de cidadãos que não tem emprego, o senhor já se mostra uma total decepção aos seus eleitores. Deixe as pessoas, os cidadãos luminenses tentarem pelo ao menos sobreviver com o  fruto do seu próprio trabalho.
Esse é um pedido de um apoiador seu de campanha e principalmente de uma população que clama por assistência, por empregos e principalmente pela oportunidade de terem um meio pra sobreviverem em paz e de terem alguma dignidade. Tenho ouvido as queixas de muitos moradores, desses cidadãos desempregados, seus eleitores; - e voz deles não se cala aqui neste veículo, que se colaca a disposição dos mais desfavorecidos e excluídos da nossa sociedade.

“- Ainda quero ouvir da grande maioria dos seus eleitores: Que valeu a pena,  terem o eleito como gestor deste município; e até mesmo dos seus adversários”.

Já chega, já basta da população de Paço do Lumiar, ser explorada, desrespeitada. Para que tantas arrecadações de recursos, se não vemos eles revertidos em benefícios para o povo?